A hierarquia familiar afetiva e sua importância.

18 de janeiro de 2023

É muito importante que a criança reconheça os papéis e funções de cada membro da sua família, inclusive o seu papel dentro daquele contexto familiar. Isso proporciona segurança, afetividade, autonomia e desenvolvimento para a criança. Conheça mais abaixo a importância da hierarquia familiar respeitosamente bem configurada. Tempo de leitura: 5 minutos. Assista ao conteúdo desta...

É muito importante que a criança reconheça os papéis e funções de cada membro da sua família, inclusive o seu papel dentro daquele contexto familiar. Isso proporciona segurança, afetividade, autonomia e desenvolvimento para a criança. Conheça mais abaixo a importância da hierarquia familiar respeitosamente bem configurada.

Tempo de leitura: 5 minutos.

Assista ao conteúdo desta postagem no vídeo acima

Confira também o conteúdo dessa postagem no vídeo abaixo.

INTRODUÇÃO

Você já viu de perto um  rio poderoso, forte e caudaloso. Como é bonito, não é mesmo? Acredito que você tenha tido oportunidade também de reparar nas margens desse rio. Como são importantes para ajudá-lo a ter força e a manter seu fluxo natural com equilíbrio e potencial.

Podemos imaginar as crianças como o rio, e seus pai e mãe como as margens desse rio.

Como assim?

As crianças precisam de espaço para se desenvolver com autonomia, porém é fundamental que os pais sejam pessoas que direcionem, orientem a criança nesse processo de desenvolvimento. 

E como fazer isso? O estabelecimento de uma configuração familiar saudável, com papéis claros e atuantes para cada integrante dessa família, é importante para  o bom desenvolvimento cognitivo, emocional e social da criança. 

Entenda melhor abaixo e saiba como estabelecer e ajudar o seu filho a reconhecer a hierarquia familiar, com respeito, amor e empatia.

O que é a hierarquia familiar afetiva e respeitosa?

Como explica a psicóloga Talita Espíndula, no vídeo para o blog que está no início desta postagem, a hierarquia familiar é a configuração estrutural de uma família, com o estabelecimento de funções para cada membro, de acordo com a configuração saudável idealizada.

Nessa divisão de papéis e funções, os pais e as mães são aqueles que devem direcionar, orientar, conduzir a criança em seu processo de desenvolvimento.

Como falamos no início, as crianças são como um rio poderoso, que precisam das margens (seus pais e mães) para conduzi-las durante a sua caminhada.

Nesse sentido, os pais e as mães identificam o que é certo ou errado, o que é bom ou ruim, as regras de cada família, os valores e princípios a serem cultivados e a função que cada membro pode exercer, expressando essas bases para seus filhos e ensinando-os durante o seu desenvolvimento.

Mas é preciso ficar atento para o fato de que esse processo não significa autoritarismo ou o famoso “manda quem pode, obedece quem tem juízo”.

Orienta a psicóloga Talita Espíndula que os pais e as mães devem considerar a criança em tudo, enxergando seus filhos como peça fundamental na engrenagem dessa  família, conduzindo  o processo de desenvolvimento da criança com amor, respeito e  tolerância.

A criança deve reconhecer suas funções e desempenhá-las com autonomia e segurança (não é autoritarismo, é amor)

Como permitir que a criança enxergue os limites e as regras de forma natural e saudável?  

A criança deve ser incluída nos processos familiares, de acordo com as suas funções e papéis, é claro, mas deve participar ativamente, sendo considerada e respeitada.

Uma boa forma de ensinar conceitos, regras e os valores dessa família, é levar a criança entender o porquê eles existem, a importância de cada um deles, ouvir as sugestões das crianças, considerar suas impressões e explicá-las o motivo de algo não poder ser como elas querem.

A criança passa a enxergar os papéis de cada membro da família, reconhecendo-os e externalizando para a comunidade em geral o que lhe foi ensinado, de forma muito natural e fluída, quando esse processo é conduzido com amor, respeito  e empatia pelos pais.

É importante que as crianças se reconheçam no contexto familiar e tenham participação ativa no dia a dia da família, conforme as funções compatíveis e esperadas de uma criança.

A Escola Upuerê entende a criança como autora da sua própria construção, crescendo com autonomia e exercendo papéis de grande importância na sociedade.

Assista ao vídeo abaixo e conheça um pouco mais sobre o processo de desenvolvimento das  nossas crianças aqui na escola.

https://www.upuere.com.br/wp-content/uploads/2021/07/logo-upuere-horizontal-rodape.png
Upuerê Educação Infantil

Somos referência em Educação Infantil no ES, desde 1993. Prezamos pelo desenvolvimento das crianças como cidadãs do mundo.

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e se mantenha atualizado sobre tudo o que acontece na Upuerê.

    Tecnologia Tipz

    Agradecemos a sua visita

    Comunicamos que encerramos as nossas atividades no dia 22/12/2023. 

    À todas as famílias, colaboradores e parceiros, muito obrigado. Fique à vontade para navegar em nosso site e aproveitar todo o conteúdo, feito com muito carinho para todos que têm a alegria de ter crianças em suas vidas.