Como lidar com os impactos emocionais causados pelos ritos de passagem?

6 de dezembro de 2022

Crescer promove a realização de diversas transformações ao longo de diversas fases – da infância para a adolescência, em seguida para a juventude e direto para a fase adulta para, enfim, chegar à velhice. Todos os ritos de passagem são importantes e fundamentais para o crescimento de todo indivíduo, pois indica que novas descobertas, mudanças...

Crescer promove a realização de diversas transformações ao longo de diversas fases – da infância para a adolescência, em seguida para a juventude e direto para a fase adulta para, enfim, chegar à velhice. Todos os ritos de passagem são importantes e fundamentais para o crescimento de todo indivíduo, pois indica que novas descobertas, mudanças e acontecimentos estão para ocorrer.

Não importa a fase, a vida é composta pelo início e pelo encerramento de ciclos, que trazem as oportunidades de conhecer novos lugares, criar novas amizades, construir mais um pedaço do caminho em direção a um futuro promissor. Os ciclos se iniciam logo cedo, ainda na primeira infância: o desmame, o desfralde, o início da educação infantil, a passagem para o ensino fundamental.

A ida para o ensino fundamental, que acontece entre os cinco e os seis anos de idade, pode provocar sentimentos comuns de receio em relação às mudanças que estão a caminho, especialmente quando há a troca de ambientes escolares e a criação de novas rotinas e amizades. Tais receios possibilitam a geração de inquietações que podem permanecer ao longo de outras fases do crescimento, como a adolescência.

Desenvolvida em parceria pela Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, uma pesquisa realizada com mais de 2.500 crianças aponta que 80% das que apresentaram alguma inquietação relacionada às emoções e ao psicológico infantil não tinham o acompanhamento de profissionais adequados, o que pode propiciar o prolongamento desnecessário e incerto das aflições acerca desta transição.

Memória afetiva com as famílias que vivenciam ritos de passagem na Upuerê.

Na Upuerê Educação Infantil, referência no ensino infantil no Espírito Santo desde 1993, os receios, as inquietações e as emoções das crianças são cuidadas e acompanhadas atentamente com o apoio de profissionais focados no bem-estar infantil, que é essencial para contribuir com o desenvolvimento saudável e harmonioso de cada uma delas.

Aparecida Epichin explica que as emoções e os pensamentos infantis, nesta fase de passagem entre os ciclos, podem entrar em conflito.

“Com as mudanças que vão acontecer, as crianças começam a se sentir receosas porque deixam de ver os amigos que fizeram na educação infantil, não conhecem o novo ambiente escolar, se sentem inibidos em relação aos novos educadores e colegas, não reconhecem aquela transição como parte da rotina delas. Nesse momento de incertezas, é preciso ter atenção às emoções e às falas das crianças, para reconhecer em que momentos o receio em vivenciar a nova fase da vida escolar pode atrapalhar o desenvolvimento e o aprendizado infantil. Aqui, na Upuerê, o Grupo 5 celebra a ida para o ensino fundamental com um rito de passagem com um evento emocionante, que relembra alguns momentos da educação infantil e reforça que as mudanças que estão a caminho podem ser muito positivas para todos”, comenta a diretora pedagógica da Upuerê Educação Infantil.

Como os pais podem colaborar com a transição escolar?

Aparecida afirma que, junto com as crianças, os pais também vivenciam todo o rito de passagem – e podem sofrer junto com elas, já que o início de um novo ciclo em um ambiente desconhecido pode assustar. Para que isso não aconteça, o acompanhamento dos pais durante o rito de passagem das crianças é essencial para que elas se sintam seguras e confiantes para vivenciar a nova fase.

“Os pais vivem junto com as crianças esse momento de transição, também se sentem receosos com o momento que virá; ficam em dúvida se os filhos vão se adaptar ao novo ambiente, como vai ser a nova experiência, como vão se sentir em relação às mudanças. Por isso, eles são fundamentais para essa transição, para oferecerem às crianças acolhimento, segurança e confiança. Quando há um ambiente acolhedor, aconchegante e confortável, não há dificuldade que atrapalhe o crescimento infantil. Uma palavra de estímulo para as crianças pode fazer a diferença no modo como elas veem a nova rotina”, esclarece a diretora pedagógica.

Por que celebrar um rito de passagem?

A profissional reforça que os ritos de passagem são importantes para celebrar as novas vivências na vida das crianças, mas, principalmente, porque são momentos que ficarão sempre registrados na memória e na história de cada uma.

“Apesar de as transições trazerem incertezas, elas também são positivas. Passagem alguma pode desfazer o que a educação infantil ajudou a construir e estimulou em cada criança. As relações que elas criaram com seus colegas, educadores, brinquedos, objetos, com a escola e, principalmente, com a natureza, ficarão enraizadas em quem elas são. Aqui, na Upuerê, reforçamos sempre que os ritos de passagem que vivemos promovem algo muito especial: as memórias, e são elas que nos trazem mais segurança e confiança para construir nossa história”, finaliza Aparecida.

Os ritos de passagem na Upuerê

Rito de Passagem na UpuerêAqui, na Upuerê, o bem-estar e a felicidade de nossas crianças é nosso combustível para, diariamente, colaborar com o desenvolvimento saudável e harmonioso de cada uma, de maneira que elas se tornem indivíduos que saibam criar, construir memórias e se relacionar – e não apenas repetir ações e comportamentos.

Para contribuir com os ritos de passagem que as crianças celebram e com o desenvolvimento de suas potencialidades físicas e psíquicas das crianças, oferecemos um espaço seguro, acolhedor e confortável para elas, com o apoio de uma equipe especializada no bem-estar psicológico e nutricional infantil, além de priorizar o contato com a natureza em nosso plano pedagógico como fator fundamental para o aprendizado, para compartilhar conhecimento e para formar vínculos sociais, afetivos e éticos a partir da convivência entre as crianças.

Nossa estrutura conta com uma área ampla e aberta de 3.000 m², além de sala de sono (com educadores que ficam à disposição das crianças), segurança, pátio arborizado com árvores frutíferas, educadores qualificados e especializados em cuidado infantil, piscina aquecida, quadra coberta, salas de aula amplas e climatizadas, salas digitais (a partir do Grupo 3 até o Grupo 5), ateliê para artes, banheiros adaptados às necessidades das crianças, cozinhas, refeitórios, solários, biblioteca e amplo auditório.

https://www.upuere.com.br/wp-content/uploads/2021/07/logo-upuere-horizontal-rodape.png
Upuerê Educação Infantil

Somos referência em Educação Infantil no ES, desde 1993. Prezamos pelo desenvolvimento das crianças como cidadãs do mundo.

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e se mantenha atualizado sobre tudo o que acontece na Upuerê.

    Tecnologia Tipz

    Agradecemos a sua visita

    Comunicamos que encerramos as nossas atividades no dia 22/12/2023. 

    À todas as famílias, colaboradores e parceiros, muito obrigado. Fique à vontade para navegar em nosso site e aproveitar todo o conteúdo, feito com muito carinho para todos que têm a alegria de ter crianças em suas vidas.