Mais de 80% de crianças entre 4 e 5 anos usam telas em tempo excessivo

21 de dezembro de 2022

As férias são um período de muito descanso e, especialmente para as crianças, diversão. São muitas as possibilidades de atividades proporcionadas neste tempo: dormir e acordar mais tarde, brincar o dia inteiro e, claro, poder contar com a tecnologia ao longo do dia. As telas são um atrativo e tanto para as crianças em todo...

As férias são um período de muito descanso e, especialmente para as crianças, diversão. São muitas as possibilidades de atividades proporcionadas neste tempo: dormir e acordar mais tarde, brincar o dia inteiro e, claro, poder contar com a tecnologia ao longo do dia. As telas são um atrativo e tanto para as crianças em todo o ano, entretanto são ainda mais tentadoras quando não há uma rotina a ser seguida.

A geração atual, conhecida como geração Z (ou seja, aqueles nascidos entre 1990 e 2010), já nasce rodeada por equipamentos cada vez mais modernos e tecnológicos, seja para assistir a desenhos, vídeos que entretêm ou para jogar online. A exposição de crianças ainda na primeira infância – desde que nascem aos 6 anos de idade – às telas tem sido cada vez mais comum e mais cedo.

Realizado por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará em parceria com a Universidade de Harvard, um estudo apontou que 69% das 3.155 crianças acompanhadas desde o nascimento até os 3 anos de idade foram expostas às telas de forma excessiva. Entre as que possuem de 4 a 5 anos, a quantidade de crianças que tiveram acesso às telas em tempo maior que o recomendado chega a 85%.

amizade e brincadeiras sem telas na upuerê educação infantilKaroliny Veronese reforça que as telas, especialmente nos primeiros anos de vida, devem ser evitadas por possibilitarem alterações no cérebro infantil, que não está amadurecido o suficiente para realizar habilidades como controlar impulsos ou manter a concentração.

“Os pais precisam ficar atentos, principalmente, ao tempo em que as crianças ficam em telas, sejam elas a televisão, o celular, o computador ou o tablet. A recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) é que não usem nenhuma tela até os 2 anos, enquanto, a partir desta idade, a exposição seja feita com certa limitação de tempo. Com a chegada das férias, as crianças devem ser estimuladas a gastarem energia ao ar livre, brincarem com outras, se divertirem o quanto puderem longe das telas. Usá-las não é proibido, mas é necessário encontrar o equilíbrio e evitar a exposição excessiva para aproveitar de forma saudável o período de férias”, comenta a pediatra que atua na Upuerê Educação Infantil.

Quais as recomendações para o uso de telas nas férias?

O uso excessivo de telas pode trazer às crianças riscos que podem ser prolongados por toda a adolescência e a vida adulta – como o sedentarismo, distúrbios de alimentação, dificuldade de aprendizado, atraso no desenvolvimento cognitivo, de linguagens e muitos outros. Por isso, a especialista menciona uma prática saudável entre as famílias: a de criar regras para usar, com sabedoria, as telas disponíveis.

Ela menciona, ainda, que a SBP recomenda que a presença de equipamentos eletrônicos dentro dos quartos das crianças deve ser evitada, assim como a sua presença durante as refeições – que devem ser realizadas em família.

“Chegar a um consenso familiar é essencial para que a exposição às telas não se torne uma situação delicada a ser resolvida. Além disso, principalmente os pais devem ter regras saudáveis para o uso de equipamentos eletrônicos, porque as crianças tendem a imitar os hábitos deles. Então, quanto menos utilizar o celular, por exemplo, em frente aos mais novos, melhor”, afirma Karoliny.

O que fazer para evitar o excesso à exposição de telas nas férias?

Brincadeiras na natureza são essenciais para evitar o uso de telas.Aproveitar as férias para se divertir entre amigos e família é uma das diversas maneiras para afastar as telas. Karoliny sugere, ainda, a elaboração de um roteiro de férias, composto por atividades realizadas, especialmente, ao ar livre.

“O contato com a natureza é muito benéfico para as crianças, pois propicia o aumento da capacidade de defesa do corpo, diminuição da ansiedade, e o auxílio na construção cognitiva infantil e no desenvolvimento da concentração e da criatividade das crianças. E não há maneira melhor de aproveitar a natureza a não ser brincando. Especialmente nas férias, é tempo de ser criativo e brincar de pinturas, guerra de bexigas, bolhas de sabão, corrida de obstáculos, andar de bicicleta e de patins, amarelinha, entre muitas outras opções”, finaliza a pediatra.

https://www.upuere.com.br/wp-content/uploads/2021/07/logo-upuere-horizontal-rodape.png
Upuerê Educação Infantil

Somos referência em Educação Infantil no ES, desde 1993. Prezamos pelo desenvolvimento das crianças como cidadãs do mundo.

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e se mantenha atualizado sobre tudo o que acontece na Upuerê.

    Tecnologia Tipz

    Agradecemos a sua visita

    Comunicamos que encerramos as nossas atividades no dia 22/12/2023. 

    À todas as famílias, colaboradores e parceiros, muito obrigado. Fique à vontade para navegar em nosso site e aproveitar todo o conteúdo, feito com muito carinho para todos que têm a alegria de ter crianças em suas vidas.